quinta-feira, 25 de setembro de 2014

3 dicas de como estudar Inglês sozinho [como ser um bom estudante autodidata de Inglês]

1. Autonomia é a palavra chave - mesmo que você frequente cursos de línguas, tenha a consciência de que a maior parte do que você saberá naquela língua alvo vem das horas que você passa sozinho se dedicando aos estudos. Você já deve saber que sempre existe alguém numa sala de aula que se destaca mais. Não é porque aquela pessoa tem o dom da linguagem ou vem duma espécie humana privilegiada. Tenha certeza que aquela pessoa leva os estudos para casa, revisa o que o professor passou e, essencialmente, procura por mais material por conta própria. Se você perceber que os seus estudos na escola formal estão indo num ritmo desacelerado, você não é obrigado a acompanhar esse rítmo. Acelere-se estudando Inglês em casa e passe vários passos a frente de seus colegas.

2. Esqueça dos livros didáticos por um tempo e se dedique a língua falada - Eu sei que é clichê fazer essa comparação. Mas quando você aprendeu a sua língua materna, você sequer sabia ler. Você aprendeu através da intuição, através das repetições, e através da comunicação contstante que vinha das pessoas ao seu redor, especialmente de sua mãe e seu pai. Por isso, por que você espera se tornar um bom estudante e fluente na língua inglesa se você estuda Inglês através dos olhos e não do ouvido e intuição? Largue os seus livros por um instante e vá assistir a um seriado em Inglês, a rádio, podcasts, ou até mesmo uma música. Tudo isso para treinar a sua habilidade auditiva, que aliás é a mais importante de todas. A escrita é apenas uma invenção humana. Linguagem de verdade é aquela que você usa para se comunicar pessoalmente com as pessoas.

3. Se apaixone pela língua inglesa - Muita gente estudsa Inglês por uma obrigação. Essas pessoas jamais terão a disponibilidade para abrir um livro ou assistir a um filme em inglês sem legenda sem que haja um estímulo maior do professor. Para se aprender a falar e ser proficiente na língua inglesa, você precisa se apaixonar por ela. E nesse sentido, eu não me refiro a se apaixonar pelo país de origem que ela vem, como os Estados Unidos por exemplo. Muito menos se apaixonar pela língua inglesa em detrimento da sua própria. O sentido de apaixonar-se pelo Inglês vem da ideia de se sentir bem ao redor da língua e de tudo que a envolva. Associar os estudos a fardo e a uma obrigação é o erro mais constante dos alunos que fracassam nos estudos de línguas estrangeiras.

1 comentários:

Escola do Inglês disse...

Muito bom o seu post Antonio. Eu diria que aprender inglês tem que ser um processo natural e intuiivo. Inglês não é matéria escolar, é um idioma. Ele não tem que ser estudado, tem que ser assimilado. Parabéns.

Postar um comentário